domingo, 28 de outubro de 2007

TODOS OS DIAS VOCÊ BRILHA PARA MIM.

Todos os Dias Você Brilha Para Mim. (Fábio Terra)

Quando a vejo no teu Sono Preguiça,
Observando, fico, em cada centímetro do teu corpo
a minha paixão.

É difícil dizer-te que te amo
Mas é ébrio sentir a palpitação do meu coração,
Como em uma oração rotunda do amor.

A razão não permite te tocar, minha Alva Rainha,
Mas a inconseqüência dos amantes
Obriga-me a roubar–te um beijo,
Na madrugada de todos os dias.

É difícil dizer-te te amo,
Fácil é olhar por dentro,
De teu sono tão puro,
Dilatada exaustão isotópica.

Vivendo o poder de viver,
O resto de nossas vidas lado a lado,
Acordado te olhando, amando e vigiando teu sono.

Haaa! Como amam os vitoriosos,
Por terem contigo, a mais bela das estrelas,
Transbordando a inatividade do meu ócio,
Brilhando todos os dias, só para mim.



Para Jane

4 comentários:

Dayani Guero disse...

Somente os desprovidos da capacidade de simplificar o amor com a frase "amo vc" percebem a magnitude deste texto. Parabéns. Tornei-me ainda mais sua fã.

Pensamentos e desvaneios... disse...

Ah, poeta negro que me surpreende em cada verso. Lindo ver teu carinho tão apaixonado, frases tão sentidas. É possível imaginar teu sorriso incontido. Peço desculpas por me entregar ao mais triste dos pecados, a inveja.

Confesso sentir, não com mesquinhez ou maldade, mas só com a ilusão de sonhar em um dia ter um poeta que me olhe e vigie meus sonhos, sendo eu o único motivo para que queira viver.

Muita luz ao teu amor, que te preencha cada vez mais e te toque sempre com o mais dócil prazer.

Com carinho, Ana

Naty disse...

Lembro de um dia ter pedido ajuda a você para definir o que era o amor. Na hora tive uma boa resposta, mas depois desse lindo texto tive uma resposta ainda melhor!

Aninha disse...

Ah poeta!
Este amor descrito em versos aqueceu meu coração! Fiquei tonta com tão bela descrição do teu amor!

Verdadeiro!

Admiro sua verdade, sempre!

Aninha