quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

ISSO É O AMOR É ISSO.

Isso é o Amor é Isso. (Fábio Terra)

Isso é o amor
Como pude ter você
Não posso mais olhar nos teus olhos
Jamais deixei te amar
Posso falar,
Será que esqueci você
Quero te procurar

Tenho raiva de ter te amado
Não vou olhar para você, mas.
Acabou,
Meu choro não será seu
O teu amor não será julgado
Só quero um pouco de romance
Flores poderiam ter ajudado
O amor é isso.



Agora leiam de baixo pra cima.

O PONTO.

O Ponto. (Fábio Terra)

É inevitável seu coração morre quando você cresce
O ponto de partida fica cada vez mais longe depois que você nasce
E a partida fica mais próxima de um ponto final depois que você corre.

É sabido que a libido acaba, busca-se no meio de tantas informações, o tato, o toque o ponto.

E o ponto de partida cada vez mais longe
E o ponto da partida cada vez mais perto.

A gente não amadurece quando cresce,
A gente endurece.
E é inevitável,
O coração morre quando a gente cresce.