domingo, 9 de dezembro de 2007

O MUNDO QUE ME CERCA.

O Mundo Que Me Cerca (Fábio Terra)

Fui pego desprevenido certa vez
E comigo uma lista de cuidados proibidos
Mensagens ocultas entalhadas no cacto
Que por minha estupidez
Achei que os espinhos poderiam proteger.

Segue minha lista de embaraços:
1 espelho, pura alegoria carregado por vaidade
2 lâminas pra cerrar as sobrancelhas
1 carretel de linha sem uso
Meu livro preferido
1 panela para barulho fazer
Minha foto preferida de você
1 pinico expandido azul celeste
Minha pá pra enterrar o passado.

Tive que partir sem nada, só com imediatas lembranças,
Mundo externo estranho,
Bebi água no cocho do rebanho
Descalço começei caminhar.

As Lesmolisas já na frente estavam
Bicho estranho, rasteja sem marcar a terra,
Já eu bicho ignóbil descerebrado
Caminho marcando o chão
Sempre em passo desacelerado.

Como bosta, que o mundo “cerqueia”

Nenhum comentário: