quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

ISSO É O AMOR É ISSO.

Isso é o Amor é Isso. (Fábio Terra)

Isso é o amor
Como pude ter você
Não posso mais olhar nos teus olhos
Jamais deixei te amar
Posso falar,
Será que esqueci você
Quero te procurar

Tenho raiva de ter te amado
Não vou olhar para você, mas.
Acabou,
Meu choro não será seu
O teu amor não será julgado
Só quero um pouco de romance
Flores poderiam ter ajudado
O amor é isso.



Agora leiam de baixo pra cima.

Um comentário:

Tânia Brito disse...

Corvo, passei hj aqui para me atualizar das suas últimas criações poéticas... N vou comentar uma por uma pq não dá tempo. Mas quero dizer que gostei de todas de uma maneira geral, algumas mais outras um pouco além, ...como essa aqui por exemplo. Já li várias de suas poesias e vc tem - ou como me diz que está sempre treinando, tomo a liberdade de dizer - que está desenvolvendo um estilo que gosto. Não sei definir, mas como te disse, gosto do estilo de várias de suas construções como em uma delas que diz: "E posso então me banhar com teu puro coração." Parabéns, teu treino está dando resultados cada vez melhores. Bjão