sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

O INIMIGO VORAZ.

O Inimigo Voraz (Fabio Terra)

A dor se aproxima como brisa
que cobre minha alma já em cacos
como um cobertor velho e usado.

O grito é inevitável,
um expurgo do corpo envelhecido
querendo a juventude.


Que aprendeu com a fraqueza da carne
a linguagem dos homens
numa serpente loquaz

Que o grito e a raiva
nem sempre escondem
o inimigo voraz.

Nenhum comentário: